Família decide fazer doação de órgãos de jovem que morreu eletrocutada em Piancó

Fagner Dernaylton da Silva, de 24 anos, irmão de Débora Fernanda da Silva que tinha 20 anos de idade e veio a falecer após ter sofrido uma descarga elétrica, na madrugada do último sábado (11), durante uma festa em Piancó, falou sobre a ação da família em ter decidido realizar a doação de órgãos.

“Temos certeza que estamos ajudando muitas pessoas que estavam precisando nessa fila que é uma fila enorme…entramos em um bom senso e achamos por uma parte melhor fazer a doação”, disse o jovem.

De acordo com a assessoria do Hospital de Trauma de Campina Grande, a doação de órgãos aconteceu na manhã desta sexta-feira (17) na unidade hospitalar. Foram feitas as doações dos dois rins, fígado e córneas.

O Fígado ficou na Paraíba, os rins vão para Pernambuco e as córneas terão como destino o Banco de olhos da Paraíba.

DADOS

De acordo com a coordenadora de enfermagem da organização de.procura de órgãos (OPO) de Campina Grande, Juliana Alves Pinto, atualmente na paraíba existe um total de 511 paraibanos aguardando por órgãos e tecidos.

O diretor Técnico do Hospital de Trauma de Campina Grande, Sebastião Viana, falou que o trabalho de doação de órgãos é de cunho totalmente social e quem ganha é a população que está na fila de espera. “Pra nós do Trauma, engrandece o nosso trabalho mostrando a qualidade em atenção aos pacientes e familiares”, pontuou.

Débora Fernanda da Silva tinha apenas 20 anos de idade – Foto: reprodução/redes sociais.

A DESCARGA ELÉTRICA

Débora Fernanda da Silva sofreu uma descarga elétrica na madrugada do último sábado (11) durante o primeiro dia da festa do padroeiro Santo Antonio, na cidade de Piancó, Sertão da Paraíba. De princípio, a moça foi socorrida pelo SAMU e encaminhada ao Hospital Regional do município.

Devido ao agravamento do quadro de saúde de Débora, ela teve que ser transferida de Piancó para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande na noite da última quarta-feira (15), e infelizmente, não resistiu e veio a óbito no início da noite desta quinta-feira (16).

DIÁRIO DO SERTÃO

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.