Famup prevê demissões de enfermeiros na Paraíba após aprovação do piso salarial: ”sem verba”

O Presidente da Federação das Associações de municípios da Paraíba (FAMUP), George Coelho está preocupado com o pagamento do piso salarial dos enfermeiros depois da medida ser sancionado pelo Presidente Jair Bolsonaro no inicio deste mês.

Apesar de o pagamento no setor publico começar apenas no próximo ano, o gestor teme o impacto financeiro da medida: ”em hospitais privados as demissões já estão acontecendo, e essa é uma preocupação enorme pra gente porque o financiamento foi aprovado sem receita”. ” Nós somos a favor do reajuste, mas nenhum representante das categorias envolvidas nesse projeto pensou de onde vai vir o dinheiro para pagar os profissionais, e a agora estamos com essa bronca”, lamentou o presidente, ao clickPB.

De acordo com o levantamento da câmara dos deputados, o impacto para a rede pública e privada hospitalar será de aproximadamente 16 bilhões de reais.

Agora, enfermeiros devem receber 4.750 reais. Além disso, o texto prevê o pagamento pela jornada completa de trabalho de 3.325 para técnicos de enfermagem, de 2.375 a auxiliares de enfermagem e de 2.375 para parteiras.

 

 

Click PB

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.