Gaeco cumpre mandado de busca durante operação que apura fraudes em prefeitura da Paraíba

O Ministério Público da Paraíba – por meio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) e da Promotoria de Justiça de Patos, com apoio da Polícia Militar da Paraíba – deflagrou, na manhã desta quarta-feira (11/10), a “Operação Desídia”. Está sendo cumprido mandado de busca e apreensão expedido pela 4ª Vara da Comarca de Patos, no Sertão paraibano.

De acordo com a investigação instaurada na Promotoria de Justiça de Patos, estão sendo apuradas fraudes em licitações e na execução de obras de engenharia e serviços de locação de máquinas pesadas, realizadas pela Prefeitura de Areia de Baraúnas, nos anos de 2021 e 2022.

São investigados agentes públicos e particulares responsáveis por empresas de fachada, que, embora vencedoras das licitações, não executavam os serviços contratados, repassando-os para servidores contratados pela própria Prefeitura ou outras empresas.

O nome da operação decorre da negligência dos agentes públicos em colaborar com a atuação investigativa do Ministério Público, omitindo-se no envio de informações relacionadas a ilícitos em apuração da atual e anterior gestões do Município de Areia de Baraúnas.

Está sendo cumprido um mandado de busca e apreensão na sede da Prefeitura de Areia de Baraúnas, contando a operação com a participação de 22 integrantes, sendo um promotor de Justiça, 13 servidores do Gaeco, além de oito policiais militares.

 

 

Portal Paraíba

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.