Governo de transição tem filiados de 16 partidos; mais da metade é do PT

Eleito com uma ampla aliança de partidos de centro e de esquerda, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) montou uma equipe de transição para seu futuro governo com integrantes de 16 legendas diferentes.

Dos 290 nomes anunciados até ontem, ao menos 130 têm filiação partidária. A prevalência é de petistas, que representam mais da metade — são 66 ao todo.

Além da participação de siglas que fizeram parte da coligação de Lula na campanha eleitoral, o time da transição incorporou indicados por partidos que devem fazer parte da base aliada do novo governo, como MDB e PSD, cada um com pelo menos sete integrantes escalados para trabalhar na equipe.

 

 

O Globo

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.