Investigação aponta que assassinatos de três policiais podem está relacionados

Os casos de três policiais militares assassinados a tiros no último mês, em Bayeux, na Grande João Pessoa, podem estar relacionados. Isso é o aponta a investigação que vem sendo realizada pela Polícia Civil.

Os levantamentos apontam que o calibre das balas encontradas nas cenas dos crimes são de mesmo calibre e com isso uma das linhas de investigação seria que o atirador poderia ser a mesma pessoa.

Além de todas as vítimas estarem ligadas à corporação da Polícia Militar e terem sido assassinadas na mesma cidade, em um intervalo de tempo próximo.

A última, identificada como Arnóbio Gomes, de 55 anos de idade, era ex-sargento da PM e ex-vereador, foi morta no último sábado (29), dentro de uma casa de apostas, depois de vir recebendo ameaças de morte.

No dia 26 de outubro, o ex-policial militar, Edemar da Silva Souza, de 52 anos, foi assassinado enquanto realizava rondas de vigilância em uma moto, no Mercado Público de Bayeux.

No dia 18 de outubro, o ex-cabo da PM, Reginaldo do Santos Lins, de 51 anos de idade, morreu após ser socorrido para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), depois de ter sido baleado quando fazia a segurança de um frigorifico, localizado em um feira livre da cidade.

Imagens gravadas por uma câmera de segurança flagraram o homem suspeito de atirar contra o ex-sargento Arnóbio fugindo com uma mochila nas costas, intimidando moradores da localidade com a arma do crime em mãos.

Até então, o suspeito não foi localizado e a possível ligação entres os casos segue sendo investigada pela Polícia Civil.

 

Click PB

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.