João Azevêdo destaca avanços da gestão e investimentos de R$ 400 milhões em desenvolvimento rural

O governador e candidato à reeleição, João Azevêdo (PSB), fez um balanço dos investimentos da gestão na segurança alimentar, saúde, habitação, agricultura e infraestrutura durante entrevista que a Rádio Tabajara está promovendo com todos os candidatos. O gestor destacou que o estado conquistou importantes avanços ao longo dos últimos três anos e meio e apresentou novas propostas para garantir um futuro ainda melhor e com novas oportunidades de crescimento.

“A Paraíba melhorou na saúde, acabou com
os codificados, zerou a fila da vergonha das cirurgias eletivas, firmou 213 convênios para construção de creches, evoluiu na relação com os Poderes, respeitando a autonomia das instituições, tem a melhor segurança pública do Norte/Nordeste, é o único estado com rating A, sinalizando um ambiente de negócio favorável, por isso, recebemos tantas empresas, e quero que continuemos avançando, porque, mesmo com a pandemia, fomos capazes de evoluir tanto e agora poderemos fazer muito mais”, evidenciou.

Na entrevista, João Azevêdo ressaltou as ações sociais para atender a população em situação de vulnerabilidade social, com programas importantes e que se tornaram políticas de estado. “O Brasil voltou ao mapa da fome, com mais de 33 milhões de pessoas vivendo em situação de insegurança alimentar. Nós tivemos o olhar atento, chegando muito próximo desse segmento, com a aquisição e distribuição de alimentos do PAA, com o Prato Cheio, em parceria com a Arquidiocese, voltado para as pessoas em situação de rua e, além disso, implantamos o Tá na Mesa em praticamente 150 municípios e ampliamos para 10 o número de restaurantes populares, atingindo mais de 1,3 milhão de refeições fornecidas mensalmente. Aliada à geração de emprego, as ações sociais atendem as demandas para a melhoria das condições de vida do nosso povo”, comentou.

O governador também fez uma avaliação dos avanços na saúde pública da Paraíba, que teve sua rede fortalecida em todas as regiões. “Nós recebemos nota 10 do Ipea no enfrentamento da pandemia, tivemos condições de abrir dois hospitais que continuam prestando serviço à população e é importante entender que a Paraíba teve avanços significativos na área, com a interiorização da média e alta complexidade, além do Opera Paraíba, com mais de 25 mil cirurgias eletivas realizadas, e vamos continuar avançando com o projeto Amar, investindo na aquisição de novos equipamentos porque na Paraíba o SUS realmente funciona e queremos continuar com esse fortalecimento”, falou.

O governador garantiu a permanência dos investimentos para facilitar o escoamento de produção nos distritos. “Nós destinamos cerca de R$ 80 milhões no programa Estradas da Cidadania, com o foco de ligar distritos industriais à malha rodoviária, como estamos fazendo ligando regiões, e temos o compromisso de continuar avançando”, comentou.

Ele pontuou o êxito do governo digital, que facilitou o acesso da população a serviços
do estado. “Com ações externas e internas, conseguimos agilizar os processos dentro do governo e evitar que o cidadão não tenha que se deslocar de sua casa para resolver problemas em secretarias, e com o Orçamento Democrático, a população escolhe suas prioridades e acompanha a execução orçamentária”, prosseguiu.

João ainda comentou a iniciativa do estado para minimizar os efeitos da descontinuidade do programa habitacional do governo federal. “A Paraíba criou o programa Parceiros da Habitação, numa parceria com municípios e mutuários em que o estado entra com a maior parte dos recursos para reduzir o impacto de uma lacuna aberta pelo governo federal. A politica de regularização fundiária é uma constante na Cehap, como fizemos em Rio Tinto, em que desapropriamos mais de 700 casas e entregamos os títulos à pessoas que passaram a ser donas dos imóveis, em João Pessoa, Campina Grande e seguiremos com essa ação”, assegurou.

Por fim, ele elencou investimentos para o desenvolvimento rural. “Nós estamos investindo R$ 400 milhões na agricultura, com sistemas de dessalinização, sistemas singelos, apoiando os produtores de leite, garantindo a continuidade do PAA Leite, presente em 72 municípios, e vamos dar continuidade a esse programa se formos reeleito em 2023”, finalizou.

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.