João garante que pagará piso da enfermagem quando a lei estiver em vigor: “Vamos cumprir o que a Justiça decidir”

O governador João Azevêdo (PSB) declarou na tarde desta segunda-feira (19) que efetuará o pagamento do piso nacional da enfermagem quando a lei estiver em vigor. Candidato à reeleição, o gestor garantiu que, caso a lei não seja aprovada, irá sentar e negociar com os enfermeiros para discutir melhorias salariais, a exemplo do que fez e vem fazendo com outras categorias.

“A Lei já existe, mas os seus efeitos estão suspensos pelo Supremo Tribunal Eleitoral. Então quando tudo estiver resolvido, vamos cumprir o que a Justiça decidir” disse o governador durante entrevista ao Programa Arapuan Verdade.

O Supremo tribunal Federal (STF) suspendeu, por maioria, na última sexta-feira (16), os efeitos da lei que cria o piso salarial nacional da enfermagem. Segundo o ministro Luís Roberto Barroso, responsável por barrar os efeitos da norma de forma temporária, a iniciativa ficará congelada por, no mínimo, dois meses. Após esse tempo, Barroso vai avaliar se é possível restabelecer o piso.

No entanto, João Azevêdo ressaltou que vem concedendo aumentos lineares a todas as categorias. Segundo o governador, a gestão vem promovendo discussões constantes e estudos para se arrazoar a viabilidade de aumentos salariais. “Tivemos aumento linear de 5%, demos mais 10% no segundo ano e os demais reajustes para diversas categorias”, destacou.

 

Wscom

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.