Justiça manda soltar paraibana presa por participar de atos antidemocráticos

Justiça manda soltar paraibana presa por participar de atos antidemocráticos

Policial
Joaquim
15 de janeiro de 2023
55

Maria José Silva do Nascimento foi a primeira paraibana a deixar a prisão após os atos antidemocráticos que ocorreram no dia 8 de janeiro de 2023, em Brasília. O principal responsável pela defesa não só dela, mas também de todos outros paraibanos ainda presos, é o advogado Ricardo Alvarenga.

Nos últimos dias, toda a equipe de advogados dos paraibanos presos na Papuda buscam melhor a situação deles no presídio. Além da ajuda humanitária, na entrega de kits de higiene e de alimentação, eles tentam resolver os imbróglios legais. Na última sexta-feira (13), o Ministério Público havia concordado com a prisão domiciliar ou monitoramento por tornozeleira eletrônica.

Inicialmente foram 146 participantes de atos terroristas que foram levados aos presídios de Brasília. Com 36 liberados e uma solta, o número cai para 109, sendo nenhum pessoas com mais de 60 anos e com comorbidades. Ainda não há previsão para que os restantes deixem as prisões.

 

 

Leonardo Abrantes – MaisPB

Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.