Mais 350 cirurgias de catarata são realizadas pelo Opera Paraíba

Terminou nesta sexta-feira (17) o segundo mutirão de catarata do programa Opera Paraíba no Hospital de Clínicas, em Campina Grande. A força-tarefa aconteceu em duas etapas, sendo a primeira nos dias 6, 7 e 8 de dezembro, e a segunda, que começou na última quarta-feira (15). Ao todo, foram realizadas 350 cirurgias.

A aposentada Maria de Lourdes Viana, de 70 anos, já tinha feito a cirurgia do primeiro olho na semana anterior, e retornou ao hospital para fazer o procedimento no outro olho. Ela mora em Campina Grande e conta que a marcação aconteceu por meio da Central de Agendamentos da unidade. Para a aposentada foi um presente de Natal. “Foi tudo rápido demais, com uma semana eu já estava aqui para operar. Achei tudo maravilhoso, o governador está de parabéns. Esse foi meu presente de Natal,” disse.

Outra usuária beneficiada foi Doralice Souza de Medeiros, de 73 anos, moradora de João Pessoa.  “Já fazia quatro anos que eu precisava fazer essa cirurgia, mas nunca consegui em João Pessoa e agora consegui aqui em Campina Grande. Estou muito feliz, porque minha vista já estava cansada,” contou.

Os pacientes inscritos foram atendidos por uma equipe especializada de médicos oftalmologistas, e as intervenções aconteceram nas três salas de cirurgia do HC.

Para participar do programa, os interessados que moram em Campina Grande podem se inscrever por meio do site www.operapb.saude.pb.gov.br  ou pela Central de Agendamentos do hospital. Pessoas de outras cidades precisam ser encaminhadas através das secretarias municipais de saúde.

“Com esse novo canal de acesso disponibilizado pelo Governo do Estado para marcação das cirurgias, ficou muito mais fácil para o usuário. Cada vez mais temos conseguido atender quem precisa,” ressaltou o diretor geral do Hospital de Clínicas, Jhony Bezerra.

Além de cirurgias de catarata, o programa também oferece cirurgias gerais, ginecológicas, urológicas, pediátricas e da otorrinolaringologia.

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.