Ministério da Saúde deve liberar 4ª dose para pessoas a partir de 40 anos

O Ministério da Saúde planeja estender a quarta dose da vacina contra a Covid-19, também chamada de segunda dose de reforço, para a faixa etária a partir de 40 anos na próxima semana. A previsão é que a nota técnica que oficializa a ampliação seja publicada ainda na segunda-feira (20).

Estados e municípios deverão aplicar Pfizer, AstraZeneca ou Janssen conforme a disponibilidade. O intervalo segue o padrão adotado: pelo menos quatro meses a partir da última dose.

Sobre a decisão

A decisão da pasta se baseia na recomendação dos integrantes do Comitê Técnico Assessor em Imunizações do Programa Nacional de Imunizações (CTAI PNI) definida nesta semana. O grupo é formado por especialistas das esferas federal, estadual e municipal e do setor privado.

Até o momento, a pasta já liberou a quarta dose para pessoas a partir de 50 anos, profissionais de saúde e imunossuprimidos, isto é, pessoas com câncer, HIV ou AIDS e transplantadas, por exemplo incluindo adolescentes.

A nova ampliação vem num momento em que a vacinação contra a Covid-19 pouco avança no Brasil em todas as faixas etárias, como a das crianças de 5 a 11 anos, e etapas de imunização, como reforço e quarta dose. Para além das novas diretrizes, interlocutores da pasta reforçam a importância de avançar na cobertura com a terceira dose.

Estados e municípios têm autonomia para definir o calendário de vacinação sem seguir as normas definidas pelo ministério. Com isso, locais como Distrito Federal, Belém e Teresina já iniciaram a aplicação na faixa etária.

 

 

Terra

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.