MPF diz que vai apurar denúncia contra filho de Queiroga por suposto crime de tráfico de influência e usurpação de função pública

O Ministério Público Federal na Paraíba (MPF) afirmou que determinou a instauração de uma notícia de fato sobre a denúncia recebida pelo órgão sobre o suposto cometimento de crimes de usurpação de função pública e tráfico de influência por parte de Antônio Cristóvão Neto, conhecido como Queiroguinha, filho do atual Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Queiroguinha é alvo de denúncias vinculadas pelo jornal O Globo sobre a presença frequente em eventos oficiais do Governo Federal enquanto pré-candidato a deputado federal pelo PL, partido do presidente Jair Bolsonaro na Paraíba.

A denúncia foi analisada pelo procurador distribuidor, que determinou a instauração de notícia de fato e respectiva distribuição para ser apurada. Segundo o MPF, de início, o suposto fato deve ser averiguado por gabinete com atuação criminal geral, o qual avaliará o cabimento de eventual encaminhamento à Procuradoria Regional Eleitoral.

Segundo o Globo, no mês de abril, ele esteve em um ato em Sumé quando foi anunciado o repasse de R$ 12 milhões da Saúde a municípios da região do Cariri. Queiroguinha gravou uma entrevista a veículos locais em que indica ser integrante do Poder Executivo, mesmo sem exercer cargo público.

Queiroguinha é pré-candidato a deputado federal pelo PL, mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro e tem sido levado pelo pai a eventos da pasta em que são anunciadas liberações de dinheiro público para cidades da Paraíba. Foram ao menos cinco cerimônias desde o início do ano.

 

 

Portal Paraíba

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.