Mulher é presa suspeita de atender pacientes autistas com diploma falso

Uma mulher foi presa nesta terça-feira (13) suspeita de apresentar um diploma falso de psicologia. Ela trabalhava atendendo crianças e adolescentes autistas, em Campina Grande, onde a prisão aconteceu, e em municípios no Sertão do Estado.

Segundo o delegado Gilson Teles, da Polícia Civil, a mulher se apresentava como psicóloga e doutora em psicologia experimental e análise do comportamento aplicada (Aba), pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

Além de atender, ela atuava supervisionando terapeutas, ministrava aulas em uma instituição de cursos técnicos e costumava dar entrevistas como especialista. Ainda de acordo com o delegado, os atendimentos teriam começado no final de 2021.

A suspeita está na Central de Polícia de Campina Grande, onde deve passar por audiência de custódia nesta quarta-feira (14). Outros documentos ainda serão analisados, e as investigações continuam para identificar outros possíveis envolvidos.

 

Portal Paraíba

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.