Nonato Bandeira defende que secretários entreguem cargos e deixem João Azevêdo livre para montar gestão 2023

O jornalista Nonato Bandeira, secretário de Comunicação da Paraíba, defendeu nesta quinta-feira (17), que os atuais secretários do estado deixem os cargos em dezembro a fim de deixar o governador João Azevêdo (PSB) à vontade para montar o seu segundo governo.

Em entrevista ao programa Hora H, da Rede Mais, Nonato argumentou que os atuais secretários e ocupantes de cargos do primeiro e segundo escalões da administração estadual fazem parte de uma gestão que está fechando um ciclo, e outro se iniciará em 2023 com mudanças de nomes e composições.

“Por mais que seja o mesmo governador, reeleito para mais um mandato, entendo que a partir de 1ª de janeiro de 2023 se instalará na Paraíba um novo governo para os próximos quatro anos, com um plano de governo aprovado pela população diferente daquele elaborado para as eleições de 2018. Então é natural que se fecha um ciclo e se inicia outro, com mudanças de nomes, concepções, motivações, composições políticas e mentalidade”, afirmou o secretário.

 

Wscom

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.