Nova pesquisa aponta Lula com 41,4% contra 35,3% de Bolsonaro; petista tem seis pontos a mais

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a corrida presidencial com uma vantagem de pouco mais de seis pontos, segundo levantamento feito entre os dias 26 e 30 de maio pelo Instituto Paraná Pesquisas e divulgado nesta quarta-feira, 1º, em publicação na Veja.

Segundo a pesquisa, ele tem 41,4% das intenções de voto, contra 35,3% do presidente Jair Bolsonaro (PL) – a margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais para mais ou para menos. Em relação ao levantamento anterior, a vantagem de Lula oscilou positivamente: no final de abril, ele tinha 40,0%, contra 35,2% de Bolsonaro (ou 4,8 pontos de distância para o rival).

No levantamento divulgado hoje, atrás de Lula e Bolsonaro aparece o ex-governador Ciro Gomes (PDT), com 7,7% das intenções de voto.

Na sequência vêm a senadora Simone Tebet (MDB), com 1,4%; o deputado federal André Janones (Avante), com 1,3%; o deputado federal Luciano Bivar (União Brasil), com 0,9%; o coach Pablo Marçal (Pros), com 0,8%; a socióloga Vera Lúcia (PSTU), com 0,6%; o cientista político Luiz Felipe d’Avila (Novo), com 0,3%; e o ex-deputado José Maria Eymael (DC), com 0,1%.

Entre os entrevistados, 6,9% disseram que vão votar em branco, em nenhum candidato ou anular o voto, e 3,2% não souberam ou não responderam.

 

Segundo turno

De acordo com a pesquisa, em um eventual segundo turno, Lula derrotaria Bolsonaro por 47,3% a 39,2% – outros 10% dos eleitores votariam em branco, em nenhum candidato ou anulariam o voto, e 3,5% não souberam ou não responderam.

Quando questionados sobre quem acham que ganhará a eleição, 48,9% apontam Lula e 37,5% citam Bolsonaro.

A pesquisa ouviu 2.020 eleitores por meio de entrevistas pessoais em todo o país e foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº BR-04618/2022.

 

 

 

Wscom

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.