Paraíba fecha 2023 com a quarta maior alta do país em volume do setor de serviços, mostra pesquisa do IBGE

Paraíba fecha 2023 com a quarta maior alta do país em volume do setor de serviços, mostra pesquisa do IBGE

Destaque Paraíba
Joaquim
10 de fevereiro de 2024
24

O setor de serviços da Paraíba, que engloba uma série de serviços oferecidos por empresas, teve uma alta de 8,5% em comparação com 2022. O dado, divulgado nesta sexta-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que o estado teve a quarta maior alta do setor em todo o Brasil.

Os dados estão disponíveis na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS). Ela mostra que em dezembro de 2023, o setor de serviços teve um avanço de 3,4% em comparação com novembro do mesmo ano. A média brasileira para o setor foi de 0,3% no mesmo período.

Com relação aos dados anuais, em 2023 o setor de serviços na Paraíba também ficou acima da média nacional, que foi de 2,3%. O estado ficou atrás apenas do Mato Grosso, com 16,4%; Paraná, com 11,2%; e Tocantins, que teve alta de 11%.

Dados do setor nacional

Em relação a dezembro de 2022 os serviços apresentaram recuo de 2,0%, que é o mais intenso desde janeiro de 2021, quando houve queda de 5,0%. No acumulado dos últimos 12 meses, os serviços diminuíram o ritmo. Eles apresentaram recuo na magnitude de crescimento de 3,1% em novembro para 2,3% em dezembro de 2023.

Para o IBGE, a última vez que o setor de serviços registrou crescimento por três anos consecutivos foi entre 2012 e 2014. Naquele momento, houve ganho de 11,3%. No triênio atual – de 2021 a 2023 – a evolução foi ainda mais expressiva: avanço de 22,9%. O IBGE informou, também, que o crescimento de 2,3% registrado em 2023 foi o menos intenso da sequência. Em 2021, a alta ficou em 10,9% e em 8,3% em 2022.

Segundo o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo, em 2021 e 2022 houve a construção de uma base de comparação elevada, que pode ser explicada tanto pela retomada do setor após o período de isolamento da pandemia de covid-19, como, sobretudo, por conta dos ganhos extraordinários dos segmentos de serviços de tecnologia da informação e o do transporte de cargas.

“Dessa forma, apresentar expansão sobre dois anos que cresceram substancialmente é algo relevante”, informou o IBGE.

 

Click PB

Fonte: com informação complementares da Agência Brasil

Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.