Paraíba registra aumento de 50% no número de doadores de órgão

A Paraíba registrou de janeiro até setembro de 2022 a realização de 229 transplantes de órgãos ou tecidos. Ao todo foram 27 doadores efetivos, número 50% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando foram contabilizados 18 doadores.

Segundo dados da Central Estadual de Transplantes, o que também aumentou foram os transplantes de córneas realizados no estado. Enquanto em 2021, nos nove primeiros meses do ano, foram feitos 167 transplantes, este ano já são 186.

As cirurgias renais deram um salto de 91%, saindo de 12 transplantes feitos até setembro de 2021 para 23, em 2022. Seguindo o ritmo de crescimento, vem os transplantes de fígado, que até então já somam 15 cirurgias. No ano passado, o período comparado registrava nove procedimentos. Em relação aos transplantes de coração, este ano foram realizadas duas cirurgias.

“Todo esse resultado conquistado é fruto de muito trabalho e dedicação de cada integrante da equipe. Sem falar na conscientização das famílias doadoras, que sem elas nada disso seria possível. Nós sabemos que cada segundo importa para quem está à espera de um órgão, e por isso nosso compromisso em seguir fazendo sempre o melhor”, destaca a chefe do Núcleo de Ações Estratégicas da Central de Transplantes, Rafaela Dias.

Na fila esperando por um órgão na Paraíba estão 447 pessoas, sendo 248 por uma córnea, 182 por um rim, 15 aguardam um fígado e duas pessoas precisam de um coração.

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.