Paraíba segue aguardando nova remessa de vacinas contra a covid-19 para crianças entre 5 a 11 anos; cobertura está em apenas 39%

Apesar de a Paraíba ter começado a vacinar crianças a partir dos 5 anos, desde o fim de janeiro deste ano contra o coronavírus, mais da metade deste público-alvo está desprotegido contra a doença. Conforme apurou o ClickPB, no painel da vacinação do Governo do Estado, apenas 391 mil crianças completaram o ciclo vacinal. O número representa 39% da faixa etária de 5 a 11 anos.

A baixa procura pela vacina é motivo de preocupação para a técnica de imunização da secretaria Estadual de saúde, Milena Vitorino:  “O estado encontra-se com baixa adesão da vacina contra covid-19 na faixa etária entre 5 e 11 anos e a Secretaria de Estado da Saúde faz um alerta aos pais para que levem suas crianças aos postos de saúde para receber esta vacina, pois precisamos melhorar essa cobertura. Lembramos que a pandemia não acabou, as crianças estão retornando ao ambiente escolar e precisam estar protegidas contra a doença”

Outro fator que agrava ainda mais este cenário no público infantil é a falta de doses para crianças de 3 a 4 anos. “O Ministério da Saúde já liberou a vacina para a faixa etária de 3 a 4 anos e a Paraíba iniciou essa vacinação com as doses que estavam disponíveis na Rede de Frio estadual e nos municípios. Informamos que a vacina coronavac, que é destinada para esse público recém incluído, encontrava-se com estoque reduzido, assim, aguardamos uma nova remessa para que possamos ampliar a vacinação desta faixa etária. Lembramos que a vacina é segura e é o melhor meio de prevenção, por isso, contamos com a adesão dos pais e responsáveis nessa missão de proteger as crianças contra a covid-19”, reforçou Milena Vitorino.

Documentação para crianças

Crianças de 3 a 11 anos precisam levar Cartão SUS ou CPF, além de um comprovante de residência. Aquelas com comorbidades ou alguma deficiência deverão apresentar laudo ou declaração médica que comprove a doença. Para a segunda dose é necessário apresentar o cartão de vacinação e documento com foto.

 

 

Click PB

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.