Paris aumenta perímetro de proteção na abertura das Olimpíadas por preocupação ao risco terrorista

Paris aumenta perímetro de proteção na abertura das Olimpíadas por preocupação ao risco terrorista

Mundo
Joaquim
26 de abril de 2024
206

Conforme anuncio desta quinta-feira (25), o chefe da polícia de Paris, Laurent Nuñez, anunciou nesta quinta-feira que o perímetro de proteção antiterrorista será aumentado para todos os edifícios voltados para o rio Sena durante a abertura dos Jogos Olímpicos, marcado para começar em 26 de julho.“Existe um perímetro antiterrorista que tem uma série de controles e agora queríamos estendê-lo a todos os edifícios que tenham vista para o rio Sena, além do que foi estabelecido pelos organizadores”, disse Nuñez, durante coletiva, em Paris, falando sobre o dispositivo de segurança.

Outro ponto abordado na entrevista é que o número de forças de segurança do Estado que serão utilizados na inauguração será informado mais para frente. O chefe da polícia também explicou que, nas áreas ao redor ao Sena, as estações de metrô estarão fechadas durante a abertura, bem como museus próximos ao rio (Louvre e o Orsay e outros).

“O fechamento das estações de metrô não significa que as linhas serão totalmente impactadas, funcionarão normalmente”, esclareceu Nuñez. Já sobre os museus, ele afirmou que a ideia é que “funcionem normalmente” nos dias anteriores à abertura, mas os visitantes terão que passar por revistas e uma série controles de segurança. Os hotéis ao longo dos sete quilômetros do Sena também poderão “funcionar normalmente”. A abertura dos jogos será em uma cerimônia de abertura ao ar livre e sendo assim uma das principais preocupações três meses antes do início do evento é garantir a segurança dos jogos.

Nuñez ressaltou que as autoridades estão trabalhando “coletivamente no plano A”, que é deixar o rio Sena aberto, assim os planos B e C seriam postos de lado, como foi anteriormente anunciado por Emmanuel Macron, presidente da França, que como alternativas e que levariam a cerimônia em uma área restrita do Sena ou no Stade de France, em Saint-Denis.

“De qualquer forma, temos planos de contingência em caso de ataque”, acrescentou o chefe da polícia. Ele pontou que haverá um controle de identidade acirrado, tanto em relação aos espectadores quanto dos residentes que tenham vista para o Sena. A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, estipulou que cerca de 20 mil pessoas terão a rotina afetada devido à ampliação do perímetro de segurança.

A segurança também contará com a colaboração de policiais que virão do exterior, como acontece em muitos eventos internacionais, e agradeceu o esforço da Câmara Municipal, que haverá mil policiais municipais para a cerimônia de abertura.

 

Jovem Pan

Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.