Polícia Civil prende na Paraíba foragido há 20 anos

“A Polícia Civil não esquece o crime”. A frase que vez por outra campeia os bastidores da instituição ganhou eco novamente nesta quarta-feira, 31 de agosto, com a prisão que resultou de uma ação conjunta entre as polícias civis da Paraíba e do Rio de Janeiro.

Trata-se de um homem que, no ano 2000, não aceitou o fim do relacionamento com sua companheira e matou a facadas o então namorado dela. O caso aconteceu no estado do Rio de Janeiro.

Depois do crime, o suspeito passou a ser um foragido da justiça carioca. Após 20 anos, a Polícia Civil daquele estado descobriu que o procurado estava morando em Esperança (PB). O Grupo Tático Especial (GTE) da 12ª Delegacia Secional da Polícia Civil paraibana fez os devidos levantamentos e capturou o homem procurado pela PC carioca.

“Dizemos sempre que a Polícia Civil não esquece o crime, e hoje foi mais um dia de vivenciarmos isso na prática. Apesar dessas duas décadas transcorridas após o delito, essa pessoa será devidamente apresentada à justiça, que deverá aplicar a devida punição, no que couber”, disse o delegado seccional Cristiano Santana.

O homem preso já está em uma unidade prisional, aguardando as determinações judiciais.

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.