Prefeitura de Coremas é alvo do Ministério Público por possíveis irregularidades na contratação de empresa de lixo

O Ministério Público da Paraíba, através da Promotoria de Justiça Cumulativa de Pombal, abriu inquérito para investigar a Prefeitura de Coremas, sob comando desde 2017 da prefeita, Chaguinha de Edilson (PDT), por supostas irregularidades na contratação de empresas para a realização da coleta de lixo.

De acordo com a promotora Rebecca Braz Vieira de Melo, que está à frente do caso, serão investigados os contratos entre a Prefeitura e as empresas Obraplan Empresa de Limpeza e Serviços Urbanos LTDA – ME (CNPJ: 26.764.981/0001-37) e Ecôtres Serviços de Engenharia Tratamento e Coletas de Resíduos EIRELI (CNPJ: 27.299.052/0001-67).

A gestão tem 20 dias úteis para enviar ao órgão ministerial a apresentação de cópia das publicações dos editais de licitação que culminou na contratação das empresas e elas, por sua vez, devem apresentar a manifestação de defesa em até 15 dias úteis.

O despacho de instauração do inquérito aponta, ainda, que empresas para a coleta de lixo em Coremas foram contratadas em 2019 sem procedimento licitatório prévio.

 

Paraiba Já

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.