Professores da UFPB rejeitam proposta do Governo Federal e entram em greve nesta 2ª feira

Professores da UFPB rejeitam proposta do Governo Federal e entram em greve nesta 2ª feira

Destaque Paraíba
Joaquim
30 de maio de 2024
24

Os professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) entram em greve a partir da próxima segunda-feira (03), por tempo indeterminado. A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Professores da UFPB (ADUFPB) nessa quarta-feira (29), através de uma assembleia realizada nessa quarta-feira (29), no Centro de Vivência do campus I, em João Pessoa. Os docentes rejeitaram a proposta do Governo Federal, que seria um aumentos de salário vão de 23% a 43% até 2026.

Durante o mesmo dia pela manhã, foi realizada uma rodada de assembleias nos campi de Areia e Bananeiras, sobre o mesmo tema, e o resultado final chegou a 167 votos favoráveis, 38 contrários e duas abstenções. Participaram das reuniões, em todos os campi, um total de 207 professores e professoras, sendo 172 em João Pessoa, 18 em Areia e 17 em Bananeiras.

Os professores também aprovaram a realização da primeira reunião do Comando Local de Greve (CLG) às 15h do dia 3, na sede do sindicato, para traçar os encaminhamentos referentes à greve, e também a contraproposta construída pelo Comando Nacional de Greve (CNG) e protocolada no último dia 27.

Na Capital, a reunião contou com a participação tanto dos professores do campus I (que atuam nos cursos da unidade central, no Castelo Branco, quanto os da unidade do Centro de Ciências Jurídicas, em Santa Rita), quanto os dos campi IV (Litoral Norte) e V (Centro de Tecnologia e Desenvolvimento Regional, no bairro de Mangabeira). Vários estudantes também assistiram à reunião.

Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.