Professores recomendam que candidatos apenas revisem o conteúdo na véspera do Enem e revelam possíveis temas da redação

Quem ainda não conseguiu assimilar um determinado conteúdo programático até o agora, é melhor não tentar fazer isso na véspera da avaliação, isso só vai gerar mais ansiedade e cansaço. No momento, o melhor é se dedicar a reforçar alguns assuntos específicos.  Essa parece ser uma recomendação bastante comum entre os professores do ensino médio para quem vai fazer as provas do Enem este ano. Outra dica que se repete entre os educadores é dormir o suficiente e se alimentar bem.

A professora de química Débora Oliveira explica que, nesse momento, o ideal é revisar os conteúdos que caem com mais frequência nas provas. “Matemática, por exemplo, tem muita questão de raciocínio lógico e regra de três. O que eu acho mais complexo é química e física, então daria uma revisada nesses conteúdos”, orienta. Para ela, os estudantes que gostam de ler também levam muita vantagem na avaliação.

Apesar de recomendar uma revisão, Débora Oliveira destaca que é bastante importante descansar, dormir bem, se alimentar adequadamente e procurar relaxar na noite anterior a prova para ter um bom desempenho.

O professor de língua portuguesa Fernando Oliveira, também defende que sempre é tempo de fazer uma revisão e que nessa última semana de preparação, é necessário ter foco para que nenhum conteúdo deixe de ser estudado. “Sou a favor que se estude até no sábado, mas levemente. Reservar esse tempo para revisar, sobretudo conteúdos mais difíceis. Não recomendo estudar um assunto novo nesse momento”, reforça.

Oliveira recomenda que os alunos usem o tempo restante para fazer uma consulta a um professor, rever algo que acham mais difícil, ou assistir um aulão. “Mas no final da tarde, o ideal é parar e ir fazer algo legal. Tem alunos que não funcionam muito bem com essa pressão toda no sábado”, recomenda.

No dia da prova, o professor orienta seus alunos a acordarem cedo e darem uma ultima olhadinha no edital para evitar surpresas. Providenciar algo para comer e beber durante a prova e sair de casa com bastante antecedência também são recomendações frequentes. “Se for possível, é bom dar uma passada no local de prova antes, para saber como chegar e evitar transtornos, evitar fazer parte do meme dos atrasados do Enem que temos todos os anos”, brinca.

Sobre o tema da redação deste ano, o professor revelou que entre os colegas professores de português há apostas em alguns temas. Ele afirmou que há uma grande chance de cair um tema relacionado a área de saúde e ao meio ambiente, “São temas que há muito tempo não caem e o Enem se preocupa com esse tipo de padrão. Já caiu sobre educação, tecnologia e questões sociais, então pode ser que valha a pena apostar nesses temas”.

 

Uol

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.