“Ricardo não teve humildade para entender que não era o momento dele”, diz Pollyanna sobre apoio da esquerda

A deputada estadual Pollyana Dutra (PSB) falou nesta terça-feira (8) sobre as eleições 2022 na Paraíba. Segunda colocada na disputa pelo Senado Federal, a parlamentar revelou que tentou dialogar com o ex-governador Ricardo Coutinho (PT) para unir as forças de esquerda em torno da uma única candidatura, tendo em vista que o petista estava inelegível para o pleito.

Pollyanna relatou que ligou diversas vezes para o filho de Ricardo em busca de conversar para estabelecer uma união do campo progressista na disputa pelo Senado Federal, mas que não obteve respostas por parte do ex-governador. Na sua avaliação, se a esquerda estivesse unida nessa campanha, seria possível derrotar o senador eleito Efraim Filho (União Brasil).

“Se o campo progressista tivesse se unido naquele momento, a gente teria chegado lá. Ricardo Coutinho não pensou no projeto maior, que foi o projeto de país. Ricardo se isolou no universo dele. Ele não teve essa humildade para entender que não era o momento dele”, disse a deputada em entrevista à rádio Arapuan FM.

Ela ainda descartou qualquer tipo de arrependimento por ter declinado de uma reeleição praticamente certa rumo à Assembleia Legislativa da Paraíba para disputar o Senado Federal tendo menos de dois meses para realizar a campanha eleitoral.

Cotada para assumir uma secretaria estadual na gestão do governador reeleito João Azevêdo (PSB), Pollyanna destacou o orgulho de fazer parte da equipe e disse que está preparada para ocupar qualquer cargo.

“A gente está conversando sobre a minha participação no governo. Nós estamos dialogando o espaço”, disse  a deputada, dando indicações de irá sim ocupar um posto, mas sem citar qual pasta.

 

Wscom

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.