Saúde deve iniciar imunização contra Covid-19 por ordem decrescente esta semana na PB

A vacinação contra a Covid-19 por ordem decrescente deve iniciar esta semana na Paraíba. A previsão foi confirmada nesta segunda-feira (31) pelo secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros. Em contato com o Portal Paraíba.com.br, ele disse que a vacinação vai acontecer de forma simultânea com o grupo prioritário atualmente contemplado pelo Plano Nacional de Imunização (PNI).

Ele explicou que a Pfizer pretende enviar doses, três vezes por semana, aumentando assim a oferta do imunizante nos estados.

Situação crítica em Campina Grande

Geraldo Medeiros comentou que Campina Grande vive o pior momento da pandemia e destacou que até quarta-feira deverá sair um novo decreto estadual com medidas restritivas para conter a disseminação do novo coronavírus no Estado.

“Este é o prior momento, Campina Grande está com 96% dos leitos de UTI ocupados e 88% dos leitos de enfermaria. O Hospital das Clínicas está com todos os 110 leitos de UTI e 50 de enfermaria lotados. Ontem três pacientes receberam alta da UTI e imediatamente essas vagas foram ocupadas, assim como tivemos sete altas na enfermaria e elas também foram substituídas. A população tem que se conscientizar e ficar em casa”, disse em entrevista a uma emissora de TV em Campina Grande.

O secretário pediu que as pessoas se conscientizem, usem máscara, mantenham o distanciamento físico e a lavagem de mãos. “De hoje até quarta-feira teremos reuniões para definir item por item quais medidas serão adotadas no sentido de evitar o colapso da rede hospitalar e também evitar o desabastecimento de insumos em decorrência da alta demanda de casos”, disse.

Na sexta-feira (28) foi divulgada a nova classificação de bandeiras do novo Normal. A Paraíba não tem nenhum município em bandeira verde ou amarela. São 211 municípios em bandeira laranja e 12 em bandeira vermelha. O litoral que prevalecia a bandeira amarela na avaliação anterior, hoje está toda laranja e vermelha. Enquanto isso, multidões se aglomeravam na calçadinha na Capital.

“Estamos vivendo um momento de muita tristeza, 30 a 35 paraibanos morrendo diariamente, uma média de duas mil pessoas adoecendo por dia. Não é momento de pensar em festa, em São João, São Pedro, Santo Antônio, é de reflexão e empatia como próximo”, disse.

 

Marília Domingues / Alexandre Freire

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *