Suspeito matar e estuprar Júlia ‘tinha desejo sexual pela sobrinha’, diz mãe da adolescente

A mãe da menina Júlia dos Anjos, Josélia Araújo, informou a Polícia Civil que Francisco Lopes, que confessou ter estuprado, matado e ocultado o corpo da adolescente de 12 anos, também tinha desejo sexual pela sobrinha.

Diante dessa informação, a polícia convocou Edileuza Lopes, irmã do suspeito, para prestar esclarecimentos na manhã de hoje (20) na Central de Flagrantes, em João Pessoa.

Na saída do local, durante entrevista exclusiva ao Sistema Arapuan de Comunicação, ela disse que recebeu a notícia como uma ‘tempestade’ na cabeça e foi interrogou a filha para obter detalhes.

 

Edileuza Lopes disse que ao conversar com a filha, ela negou as acusações. “Não mãe, tio Sabóia nunca fez nada contra mim”, afirmou. A mulher relatou ainda que Francisco levava a menina de casa para escola e vice-versa e passava nas proximidades do local onde o suspeito ocultou o corpo de Julia dentro do “cacimbão” tarde da noite, quando ela voltava do culto.

 

“Foi um desespero grande para mim, além de saber dessa tragédia de Júlia, saber que minha filha esteve o tempo todo ameaçada por este monstro”, desabafou Edileuza Lopes.

Confira todos os detalhes:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.