colegio mesquita

Vacinação na Paraíba é destaque na imprensa nacional

Vacinação na Paraíba é destaque na imprensa nacional

Destaque Paraíba
Joaquim
4 de janeiro de 2023
7

A vacinação na Paraíba foi destaque em matéria do jornal Folha de S. Paulo publicada nesta terça-feira (03). O texto fala sobre a participação do estado no Projeto pela Reconquista das Altas Coberturas Vacinais, da Fiocruz, que contempla os 25 municípios da 1ª Macrorregião de Saúde, e a iniciativa do governo estadual em expandir para todos os 223 municípios, com a realização da campanha Vacina Mais Paraíba.

O projeto foi lançado em dezembro de 2021 e a iniciativa tem como propósito estabelecer uma rede de colaboração interinstitucional para buscar a melhoria da cobertura vacinal brasileira. A matéria da Folha destaca o progresso do município de Cuité de Mamanguape, que, em menos de um ano, quase dobrou a cobertura global das vacinas de rotina, passando de 32% em 2021 para 59% em 2022.

O texto também ressalta que a Paraíba foi o primeiro estado da federação a alcançar a meta da campanha de vacinação contra a poliomielite.

A Reconquista das Altas Coberturas Vacinais atua com base em três eixos: o de fortalecer a rede nacional, estadual e municipal e da gestão dos serviços, incluindo estratégias educativas e motivacionais, mudanças no funcionamento das salas de vacinação e busca ativa, monitoramento, melhoria na integração de ações entre imunizações e vigilância epidemiológica e, financiamento; o de garantir a qualidade e transmissão de dados, internet, execução e disseminação do método do projeto, integração de sistemas de informação, disseminação de informações e georreferenciamento de estabelecimentos de saúde e estabelecimentos parceiros nas áreas de educação e cultura; e o de comunicação para prover um espaço de troca de saberes e construção coletiva de conhecimento.

Atualmente, a Paraíba está na fase 2 do projeto, que é o acompanhamento da execução dos planos de ação.Em julho de 2022, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) reuniu entidades públicas, representantes municipais e da sociedade civil organizada para reforçar a importância de melhorar as coberturas vacinais na Paraíba e a segurança das vacinas disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS).

Foi lançada a campanha Vacina Mais Paraíba, com o objetivo de sensibilizar a sociedade a respeito da necessidade de cumprir o calendário vacinal e estar com a caderneta de vacinas em dia. Essa e outras ações, como o monitoramento e a comunicação diária com os profissionais e os agentes de saúde, foram responsáveis por fazer o estado ser o primeiro ente federado a atingir a meta de 95% da campanha de vacinação contra a pólio.

De acordo com a secretária de Saúde da Paraíba, Renata Nóbrega, outra ação importante para impulsionar as coberturas vacinais do estado foi o investimento na qualificação profissional por meio do Programa de Bolsas de Aperfeiçoamento, da Escola de Saúde Pública da Paraíba (ESP-PB).

A seleção de enfermeiros com experiência em saúde pública e imunização foi realizada com o intuito de fortalecer a política estadual de imunização do estado, ainda no ano de 2022. Esses profissionais auxiliam nos processos de monitoramento e qualificação dentro das Gerências Regionais de Saúde. A secretária menciona também a realização de vários dias D, sempre aos sábados, o que facilitou o acesso e a adesão da população nas campanhas de vacinação e na atualização do cartão de vacina.

Renata Nóbrega agradece o reconhecimento da imprensa nacional e ressalta a relevância de fazer parte desse projeto piloto. “Entendemos a importância da ação do projeto pela Reconquista das Altas Coberturas Vacinais, por isso ampliamos para todos os 223 municípios, com cada um procurando sua rede colaborativa junto às igrejas, imprensa, universidades e toda a sociedade civil. Assim, foi possível elevar a cobertura vacinal em todo estado e garantir, de maneira efetiva e simples, a prevenção de doenças que ameaçam a vida da população”, pontua.

As ações na Paraíba continuam com a elaboração, em conjunto com os municípios, do plano de ação operacional de imunizações em cada território, com base nas informações existentes no instrumento aplicado em cada sala de vacina; a identificação e solução as dificuldades que provocam baixas coberturas vacinais, sensibilizando a população sobre a importância das vacinas e da vacinação; o monitoramento das coberturas vacinais dos 223 municípios; treinamento sobre o sistema de informação para profissionais; implantação o Plano Operacional Padrão (POP) de sala de vacina nos 223 municípios; entre outros.

 

 

 

Portal Paraíba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.