Adolescentes suspeitos de estupro coletivo eram colegas de escola da vítima de 14 anos

Adolescentes suspeitos de estupro coletivo eram colegas de escola da vítima de 14 anos

Policial
Joaquim
18 de abril de 2023
69

 

Os adolescentes suspeitos de participar de um estupro coletivo contra uma menina de 14 anos estudavam na mesma escola que a vítima em Silvânia, em Goiás, segundo a Polícia Civil confirmou ao Terra nesta segunda-feira, 17. Um homem de 23 anos foi preso suspeito de também participar do abuso contra a adolescente.

De acordo com o delegado Leonardo Sanches, que está investigando o caso, a polícia foi acionada pelo plantão do hospital de Silvânia após a vítima ser conduzida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) até a unidade.

Quando os policiais chegaram ao local, foram informados pela equipe médica que havia indícios de que a menina havia sido estuprada.

“A vítima encontrava-se um pouco debilitada e um pouco inconsciente devido à quantidade de álcool que os autores fizeram com que ela ingerisse. Ela foi encaminhada ao IML, e o médico legista confirmou que ela foi vítima de um estupro”, explicou a autoridade policial em áudio enviado ao Terra.

Em depoimento à polícia, um dos adolescentes contou que a vítima foi atraída por um convite para passear de cavalo. Eles teriam pegado ela na porta da escola e, em seguida, foram passear pela cidade.

Durante o trajeto, os adolescentes que estavam com a menina encontraram com o rapaz de 23 anos, também suspeito pelo crime. Segundo a polícia, foi neste momento que os investigados resolveram ir até um matagal da cidade. Porém, no caminho, compraram uma garrafa de bebida alcoólica.

“Eles embebedaram a vítima e depois todos a estupraram. Depois pegaram ela e abandonaram em frente ao estádio municipal, quando foi localizada pela mãe, que já estava atrás dela”, explicou o delegado. Um dos adolescentes confessou ter filmado o abuso.

O suspeito de 23 anos foi atuado e preso por estupro coletivo de vulnerável, enquanto os adolescentes foram apreendidos por crime análogo ao estupro coletivo de vulnerável, no último sábado, 15.

A adolescente, que havia sido levada para o hospital, foi medicada e se recupera em casa.

 

Click PB

Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.