Anatel retira de circulação mais de 1,4 milhão de aparelhos de ‘gatonet’

Anatel retira de circulação mais de 1,4 milhão de aparelhos de ‘gatonet’

Brasil
Joaquim
10 de fevereiro de 2023
108

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou nesta quinta-feira (8) que retirou de circulação mais de 1,4 milhão de aparelhos de TV Box, popularmente chamados de “gatonet”. O valor estimado desses aparelhos apreendidos soma quase R$ 400 milhões.

▶️ Contexto: A ação contra a pirataria faz parte do Plano de Combate ao Uso de Decodificadores Clandestinos da agência e visa coibir o uso de TVs Box não homologadas, ou seja, que não possuem certificado de conformidade de uso seguro.

A fiscalização observou a oferta desse tipo de produto pirata na internet e em feiras populares.
De acordo com a Anatel, há cerca de 5 milhões a 7 milhões desses aparelhos no país.
A Anatel também informou que, gradualmente, vai bloquear servidor que emite sinal para os aparelhos piratas.

💸 Prejuízo bilionário e risco ao usuário: A TV Box é um dispositivo conectado à internet que, de forma pirata, dá acesso a filmes, séries ou canais de televisão.

Associação Brasileira de Televisão por Assinatura estima que, por ano, o impacto da pirataria custe R$ 15 bilhões por ano.

Em 2022, a Anatel já havia emitido alerta do uso desses equipamentos ilegais e constatou presença de malware.

O malware é uma espécie de vírus capaz de capturar dados dos usuários, como registros financeiros, arquivos e fotos.

“Existe risco à segurança do usuário. Não apenas rouba os dados do usuário da TV Box, qualquer aparelho ligado ao roteador que está ligado à TV Box pode ter seus dados roubados”, afirmou Hermano Tercius, superintendente de Fiscalização da Anatel.

“Uma rede de robôs pode usar a TV Box para fazer ataques. São ataques que tentam indisponibilizar um serviço”, disse o superintendente.

⚠️ Perigo: O presidente da Anatel, Carlos Baigorri, disse que adquirir o produto ilegal é como levar o “inimigo” para dentro de casa.

“Você está colocando um inimigo dentro de casa. Então, se você conecta no Wi-Fi da casa e seu celular também, ele [a pessoa que vendeu a TV Box] tem como roubar”, afirmou Baigorri.

“Tudo que você faz no seu celular, uma pessoa está olhando. Esses equipamentos podem ser controlados por terceiros”, alertou.

 

 

TV Globo

Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.