Após denúncia de vereador polícia militar nega agressão e formalização de ocorrência para apurar caso

Após a denúncia do vereador da Câmara de João Pessoa, Júnior Leandro, acerca de um espancamento sofrido enquanto torcia no Estádio Almeidão, na noite desta quarta-feira (27), a Polícia Militar emitiu uma nota, nesta quinta-feira (29) negando a violência.

Segundo a nota, a Polícia Militar disse que houve um principio de confusão e, na tentativa de conter a situação, houve o “esbarrão”.

“No dia do jogo, durante o intervalo, a PM fez uma intervenção para evitar uma confusão de torcedores e ele reclamou da forma como a polícia agiu. O próprio comandante do policiamento manteve contato com o parlamentar na hora, disse que ele poderia depois formalizar a denúncia, mas até agora a Polícia Militar não foi procurada”, disse o texto da nota obtida pelo ClickPB.

Confira a nota na íntegra:

A Polícia Militar aguarda o contato do parlamentar para que ele possa apresentar suas reclamações e, caso entenda necessário, formalizar à denúncia que ele fez na mídia.

No dia do jogo, durante o intervalo, a PM fez uma intervenção para evitar uma confusão de torcedores e ele reclamou da forma como a polícia agiu. O próprio comandante do policiamento manteve contato com o parlamentar na hora, disse que ele poderia depois formalizar a denúncia, mas até agora a Polícia Militar não foi procurada.

A PM reafirma o respeito e o compromisso com a segurança de todos os torcedores, lembrando que aqui na Paraíba não há registro de fatos dessa natureza em jogos que a corporação atua“.

 

 

Click PB

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.