Cachaça paraibana supera elitismo e conquista espaço no mundo

Cachaça paraibana supera elitismo e conquista espaço no mundo

Paraíba
Joaquim
17 de setembro de 2023
139

Os brasileiros possuem uma relação muito íntima com a bebida alcóolica. Não há um fim de semana em que os bares e restaurantes espalhados pelo Brasil não encontrem diversos clientes e frequentadores preparados para “tomar uma” depois de uma semana de trabalho ou estudos. Faz parte da tradição brasileira e dos brasileiros: a festa e a boêmia.

Obviamente, todas as consequências do excesso da bebida alcóolica são gigantes. Mas quando consumida com moderação e cada um respeitando seus limites biológicos, há poucas maneiras melhores de socializar, criar vínculos e acumular experiências.

Cada pessoa tem o líquido favorito, seja ele destilado ou fermentado. A cerveja, por exemplo, é uma das grandes favoritas do brasileiro, devido ao seu sabor de cevada e trigo, preço acessível e baixa teor alcóolico. Outros preferem um elegante uísque, que também é bastante apreciado mesmo possuindo um preço mais elevado.

Entretanto, a cerveja, o uísque, a vodca, o gin, nenhuma delas representam o Brasil. Somente a cachaça é um verdadeiro símbolo do que é a bebida alcóolica brasileira. Apesar de não ser oficialmente criada no Brasil, sua aparição e ascensão surgiu em solos brasileiros, ainda na época onde pertencia aos portugueses.

As técnicas de destilação da cana de açúcar, já conhecida pelos portugueses, ganhou mais espaço e novas habilidades num país tropical e rico da matéria-prima. Na América Latina, os destilados são muito culturais, como por exemplo a tequila no México e o rum, na América Central.

Na Paraíba, a bebida não só é bastante apreciada pela população, como também se tornou referência nacional e polo econômico. O ano safra do produto, em 2022, foi mais de 25 milhões de litros produzidos do Litoral ao Sertão. Inclusive, o reconhecimento ultrapassa as fronteiras do Brasil e alcança o mundo. O turismo também entra em cena, com os engenhos presentes na Paraíba.

Um dos maiores exemplos é a cachaça Triunfo, que venceu recentemente o prêmio de Melhor Proposta Turística, da premiação desenvolvida pela Organização Mundial de Jornalismo de Turismo, no Panamá. As empresárias Maria Júlia Baracho e Luciana Balbino representaram a empresa e levaram o troféu para Areia, no Brejo paraibano.

Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.