Delúbio diz que condenações foram farsas e foi preso por causa da ‘luta de classes’

Delúbio diz que condenações foram farsas e foi preso por causa da ‘luta de classes’

Paraíba
Joaquim
11 de maio de 2023
72

Delúbio Soares, ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores, concedeu entrevista coletiva à imprensa nesta quarta-feira (10) na sede do PT da Paraíba, em Jaguaribe, na capital. Ele falou sobre o ‘tour’ que faz pelo país para apresentar o resultado das anulações das suas condenações criminais.

Em março deste ano, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Ribeiro Dantas considerou a 13ª Vara Federal de Curitiba incompetente para julgar um processo da Operação Lava Jato contra o ex-tesoureiro. A decisão anulou, na prática, a condenação por lavagem de dinheiro e remeteu o caso para apreciação da Justiça Eleitoral.

No mesmo mês, a 2ª Vara Criminal Federal de São Paulo absolveu Delúbio Soares em um processo remanescente do “mensalão”.

O militante falou sobre a motivação da viagem. Ele ainda participa hoje de palestra com o  tema “Quando a política se vale da Justiça / Delúbio Soares, réu sem culpa”, no auditório do Sintel, no Centro, junto com o advogado Pedro Paulo de Medeiros.

“A ideia de fazer esse roteiro de viagem e publicar essa cartilha é para mostrar as duas vitórias que encerram os processos criminais, depois de dois anos de cadeia, dificuldades que passei, a sentença anulada, e a última está a sentença da última decisão do mensalão, agora 20 anos depois tem a solução”, disse.

Delúbio comentou ainda o motivo da sua prisão: “Porque nós fomos presos? É a luta de classe, o grande mal nosso, do PT, da CUT, é criar um mundo de igualdade…”

E lamentou ainda a sua expulsão do PT: “Uma parte do PT foi nessa onda, infelizmente isso aconteceu… “.

No momento, ele apontou ainda que está focado em mostrar a todos sua inocência e continuará como militante político.

“Estou desenvolvendo duas coisas… mostrar a injustiça que aconteceu nos processos da Lava Jato e Mensalão, foi uma farsa… o segundo é preparar nosso futuro. Sou militante desde os 17 anos”, finalizou.

 

 

Wscom

Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.