Efraim se coloca como ‘oposição’, mas diz que João Azevêdo terá ‘portas abertas’ no seu gabinete

O senador eleito Efraim Filho (União Brasil) comentou sobre o aceno da base governista para retomada da aliança com o governador João Azevêdo (PSB). Efraim se elegeu como opositor, após se aliar a Pedro Cunha Lima (PSDB).

Ontem, Murilo Galdino (Republicanos) disse que o retorno à base do governador seria “o caminho mais certo”.

“Eu vejo como uma opinião de Murilo. Eu recebo com muito carinho. Mas a minha posição é manter a independência. Fui eleito no campo político da oposição ao governo João e me manterei com independência. Não preciso ser base de governo para ajudar a Paraíba”, disse à Arapuan fm.

Mesmo como opositor, João encontrará as portas do seu gabinete em Brasília ‘abertas’, disse Efraim.

“Ser base de governo significa ir atrás de cargos, de secretarias. Não quero, não preciso e não estou pedindo. Independente disso, o governador João encontrará minha porta aberta no Senado, sempre que for para tratar de coisas boas para a Paraíba”, finalizou.

 

 

Wscom

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.