Itamaraty avalia ajuda ao Chile

Itamaraty avalia ajuda ao Chile

Mundo
Joaquim
8 de fevereiro de 2023
18

O Ministério das Relações Exteriores declarou nesta terça-feira (7/2) que estuda iniciativas para auxiliar o governo do Chile no combate aos incêndios florestais que já deixaram pelo menos 26 mortos e 1.944 feridos.

“O governo brasileiro manifesta sua solidariedade ao povo do Chile e às famílias das vítimas. Por meio da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e em coordenação com o governo chileno, o governo brasileiro está avaliando iniciativas para prestar apoio no combate aos incêndios, bem como na assistência aos afetados”, declarou o Itamaraty em nota à imprensa.

Os incêndios assolam a região centro-sul do Chile há uma semana, e é combatido por 3.400 bombeiros voluntários. A ameaça é que as chamas se espalhem ainda mais, para outras regiões. O fogo tem origem em uma onda de calor extremo que atravessa o país, com temperaturas superiores a 37ºC.

Atualmente, 301 focos de incêndio atingem a região, sendo que 81 deles estão sendo combatidos neste momento. O presidente do Chile, Gabriel Boric, decretou estado de catástrofe nas regiões de Biobío, Maule e Ñuble, que concentram as mortes. Até o momento, os incêndios consumiram mais de 280 mil hectares e 1.150 residências. As informações são do Servicio Nacional de Prevención y Respuesta ante Desastres (Senapred).

Nesta segunda-feira (6/2), o Itamaraty também prestou solidariedade aos atingidos pelo terremoto na Turquia e na Síria, e anunciou que estuda medidas de ajuda humanitária à região.

Veja na íntegra a nota do Itamaraty:

“O governo brasileiro expressa seu pesar pelos mais de 20 mortos e aproximadamente 1.000 feridos registrados até o momento em decorrência dos incêndios florestais que atingem a região centro-sul do Chile, que também resultaram na destruição de cerca de 270 mil hectares nos estados de Maule, Ñuble, Bío Bío e Araucanía.

O governo brasileiro manifesta sua solidariedade ao povo do Chile e às famílias das vítimas.

Por meio da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e em coordenação com o governo chileno, o governo brasileiro está avaliando iniciativas para prestar apoio no combate aos incêndios, bem como na assistência aos afetados”.

Correio Brasiliense

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.