Foragido, dono da Braiscompany se diz prejudicado pela justiça e lamenta estar sem dinheiro, carro, casa ou liberdade: “reféns”

Foragido, dono da Braiscompany se diz prejudicado pela justiça e lamenta estar sem dinheiro, carro, casa ou liberdade: “reféns”

Policial
Joaquim
17 de março de 2023
50

Antônio Neto Ais, dono da Braiscompany, emitiu nota sobre a crise na empresa e as denúncias dos clientes contra ele, a sócia e esposa e o empreendimento. A nota foi divulgada nesta quinta-feira (16), nas redes sociais, conforme apurou o ClickPB.

Foragido, o dono da Braiscompany se declarou prejudicado pela Justiça e sem recursos, carro, casa ou liberdade: “reféns”, disse na publicação.

Antônio assumiu que errou, embora tenha feito isso se dizendo enganado pelo otimismo na aposta financeira no mercado cripto. “Quero ressaltar que mesmo sem ter a intenção de gerar danos, a responsabilidade é integralmente MINHA, como CEO da empresa.” Mas também culpou o Brasil, “grupos de poder e entidades”. Ele relatou ter sido alvo de “chantagens e acordos impostos por pessoas, grupos de poder e entidades nos quais fomos submetidos nos últimos anos.”

Neto Ais disse esperar “que os recursos de fato possam chegar nas mãos dos clientes. Se de fato a intenção era fazer justiça, que ela seja feita.”

Ele também tentou isentar os funcionários da Braiscompany de culpa.

Um mês de operação

Há um mês, a Polícia Federal realizava uma operação de investigação da conduta da Braiscompany. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão com recolhimento de provas contra a empresa. A PF tentou cumprir mandados de prisão contra Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, sócia e esposa, mas eles fugiram e continuam foragidos, sendo já alvos de prisão preventiva e não mais apenas temporária.

Clientes prejudicados

Vários clientes reclamam na página da Braiscompany no Instagram e em grupos formados em outros locais da web. São relatos de prejuízos, perda de patrimônio e outros danos. Muitos já procuraram a Justiça para processar Neto Ais e a Braiscompany. O Ministério Público e a PF continuam investigando a situação e atuação da Braiscompany e dos seus empresários.

 

Portal Paraíba

Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.