Maioria da bancada da PB vota por urgência em PL que criminaliza pesquisas

Oito deputados federais paraibanos votaram a favor do requerimento de urgência para o projeto que amplia multas a institutos de pesquisa e altera o conceito de pesquisa fraudulenta. O requerimento foi aprovado na Câmara dos Deputados na noite dessa terça-feira (18) por 295 votos favoráveis e 120 votos contrários.

Os paraibanos Damião Feliciano (União Brasil), Edna Henrique (Republicanos), Eliza Virgínia (PP), Hugo Motta (Republicanos), Julian Lemos (União Brasil), Ruy Carneiro (PSC), Wellington Roberto (PL) e Wilson Santiago (Republicanos) votaram a favor da urgência.

A urgência permite que a proposta seja incluída na Ordem do Dia do Plenário, mas o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), adiantou que será votada uma outra proposta sobre regulamentação das pesquisas eleitorais e que esse novo texto será alvo de uma ampla rodada de negociações com os líderes de todos os partidos.

“Nós estamos votando um requerimento de urgência de um projeto mais antigo, e nada tem a ver com o mérito do que vai ser discutido. Nós fizemos um compromisso hoje com os líderes da base e com os líderes da oposição para sentarmos e dialogarmos sobre o texto de mérito desse projeto. Depois do texto resolvido, ele vem a Plenário quando tiver o mínimo possível acordado”, explicou.

 

Mais PB

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.