Ministro pede juros ‘adequados’ e recursos para crise climática e contra pobreza

Ministro pede juros ‘adequados’ e recursos para crise climática e contra pobreza

Brasil
Joaquim
25 de fevereiro de 2023
48

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou nesta sexta-feira (24) que bancos multilaterais de desenvolvimento devem aplicar “juros adequados” e canalizar recursos para o enfrentamento à crise climática e à pobreza.

A declaração foi dada durante reunião de ministros de finanças e presidentes de bancos centrais de países do G20, na Índia. O presidente do Banco Central brasileiro, Roberto Campos Neto, também representa o país no encontro.

Entre os bancos multilaterais de desenvolvimento, estão o Banco Mundial, o Banco Interamericano de Desenvolvimento e o Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), também conhecido como banco do BRICs – bloco formado por Brasil, Índia, China, Rússia e África do Sul.

“Essas instituições devem ser bem capitalizadas e flexíveis para apoiar os países em desenvolvimento com financiamento de longo prazo, taxas de juros adequadas e estruturas inovadoras para reduzir riscos, estimular parcerias público-privadas e atrair investimentos privados”, declarou Haddad.

Financiamento climático e juros

Segundo o ministro da Fazenda, o financiamento climático é mais caro para países em desenvolvimento e emergentes, pois as taxas juros cobradas são mais altas — o que dificulta o atingimento das metas de redução de emissão de carbono.

Durante reunião do G20, o ministro Fernando Haddad também afirmou que está preocupado com os níveis de endividamento, principalmente dos países mais pobres.

A dívida das nações emergentes, por exemplo, subiu de cerca de 65% do PIB (Produto Interno Bruto) antes do início da pandemia da Covid-19 para 72% do PIB no fim do ano passado.

“A alta das taxas de juros em meio a fragilidades da economia global agrava o cenário”, disse o ministro da Fazenda brasileiro.

Para Haddad, dispor de mecanismos de “reestruturação ordenada” do endividamento é do interesse de credores e devedores neste momento.

Portal Paraíba

Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.