Operação ‘Poço Sem Fundo’: Benjamin Maranhão, Wilma Maranhão e coordenador da campanha de Nilvan Ferreira são alvos da PF

A “Operação Poço Sem Fundo” deflagrada pela Polícia Federal (PF), na manhã desta quarta-feira (25), tem entre os alvos o ex-deputado federal Benjamin Maranhão (MDB); a mãe dele, a ex-prefeita de Araruna, Wilma Maranhão (MDB), e o presidente do Diretório Municipal do MDB em João Pessoa e Coordenador Estadual do DNOCS na Paraíba, Alberto Gomes, conhecido como “Esquerdinha”. Este último seria um dos coordenadores da campanha do candidato a prefeito da Capital, Nilvan Ferreira (MDB), neste 2º turno das eleições municipais.

Eles estiveram entre os 15 alvos de mandados de busca e apreensão cumpridos pela PF, nas primeiras horas de hoje, em João Pessoa e Araruna, na Paraíba; e na cidade de Parnamirim, no Rio Grande do Norte. A ação conta com a o apoio e participação do Ministério Público Federal (MPF) e a Controladoria-Geral da União (CGU).

SOBRE A OPERAÇÃO

A “Operação Poço Sem Fundo” investiga um suposto desvio de recursos destinados a perfuração de poços e instalação de sistemas simplificados de abastecimento de água na Paraíba.

Estão sendo cumpridos 15 mandados de busca e apreensão, além de ordens de indisponibilidade de bens e afastamento de 4 servidores públicos federais de suas funções nos estados da Paraíba e Rio Grande do Norte. Participam da operação 70 policiais e 7 auditores fiscais.

Segundo a Polícia Federal, as investigações apontam um suposto direcionamento de contratos, no valor de R$ 54 milhões, firmados entre as empresas investigadas, o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a Prefeitura de Araruna, na gestão de Wilma Maranhão, por meio de procedimentos de licitação.

Ainda segundo as investigações, também existe a possível prática de superfaturamento dos contratos, atos de corrupção passiva e ativa, e de lavagem de dinheiro mediante a utilização de contas bancárias de empresas interpostas para dissimulação de movimentações financeiras.

Além de João Pessoa, a operação estaria sendo deflagrada também em Parnamirim, no Rio Grande do Norte.

 

 

 

Wscom

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *