Papa lamenta prisões de sacerdotes na Nicarágua

Papa lamenta prisões de sacerdotes na Nicarágua

Mundo
Joaquim
2 de janeiro de 2024
44

Uma onda de detenções de sacerdotes católicos na Nicarágua foi tema de tradicional oração do Papa Francisco nesta segunda-feira, 1 de janeiro, na Praça de São Pedro do Vaticano. “Acompanho com profunda preocupação o que está acontecendo na Nicarágua, onde bispos e sacerdotes têm sido privados de sua liberdade.

O sacerdote Gustavo Sandino, pároco em Santa María de Pantasma, no departamento de Jinotega, foi detido no último dia de 2023, segundo meios de comunicação que trabalham a partir do exílio na Costa Rica e uma lista da advogada especialista em temas da Igreja, Martha Molina, exilada nos Estados Unidos.

As prisões ocorrem em plena tensão entre o governo Ortega e a Igreja Católica, cuja relação se deteriorou durante os protestos antigovernamentais de 2018, que deixaram mais de 300 mortos, centenas de opositores detidos e milhares de exilados.

Esta onda de prisões começou com a detenção do bispo de Siuna (Caribe), Isidoro Mora, em 20 de dezembro, que depois foi seguida pelas de sacerdotes de igrejas e paróquias de Manágua, León (noroeste), Matagalpa (norte), Masaya (sul), além de Jinotega, segundo a lista de Molina, veículos de imprensa e ativistas opositores.

“Expresso a eles, a suas famílias e a toda a Igreja do país minha proximidade em oração”, disse o Papa, de 87 anos. “À oração insistente também convido todos vocês aqui presentes e todo o Povo de Deus, enquanto espero que se busque sempre o caminho do diálogo para superar as dificuldades. Rezemos hoje pela Nicarágua”, acrescentou.

Nem o governo de Daniel Ortega nem a polícia se pronunciaram sobre as denúncias de prisões. Ortega e sua esposa e vice-presidente, Rosario Murillo, acusaram a Igreja de apoiar os protestos, que consideraram uma tentativa de golpe de Estado patrocinada por Washington.

 

 papa francisco (1)

VATICAN MEDIA/Reuters

 

 

Jovem Pan

*Com informações da AFP

Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.