Veneziano afirma que Cartaxo é um ‘excelente’ nome para majoritária, mas revela recusa: ‘Não desejou ser nosso vice’

“Ele não está porque não desejou ser o nosso vice-governador e seria um candidato excelente”. A declaração é do senador e pré-candidato ao Governo do Estado, Veneziano Vital do Rêgo (MDB), ao defender o nome do ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT), como um ‘excelente quadro’ em uma possível composição de chapa majoritária na condição de pré-candidato a vice-governador. A declaração aconteceu durante o programa Frente a Frente, do Sistema Arapuan de Comunicação na noite desta segunda-feira (18).

Cartaxo, que já teve seu nome especulado como pré-candidato ao Governo do Estado e agora disputa uma vaga na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), teve o seu nome lembrado após questionamento ao senador Veneziano sobre qual será o nome do seu grupo a ser alçado na condição de vice. Segundo o emedebista, a decisão de disputar um espaço na Casa de Epitácio Pessoa partiu do próprio ex-prefeito, porém, até as convenções, em maio, ele pode ser convencido a trocar de postulação.

Luciano participa, assim como os demais, das decisões que vamos toma-las. Luciano é muito importante, com o peso e tamanho dele, você há de imaginar que ele, com sua experiência administrativa. Essa chapa carrega consigo a experiência exitosa na Capital, a participação em todo o estado de Ricardo, e o nosso nome, que em Campina Grande deixou marca de obras realizadas”, disse.

“Ele tem um extraordinário nome, mas Luciano, ao lado dos seus no Partido dos Trabalhadores, teve a decisão de se candidatar a deputado estadual. Mas confere-se a ele o respeito por suas opiniões e estas que serão levadas em conta no momento da formação de chapa”, concluiu Veneziano ao apresentador do Frente a Frente, Luís Tôrres.

Espaço para Cartaxo na majoritária

Ele não está porque não desejou ser o nosso vice-governador e seria um candidato excelente. Luciano tem todo um gabarito, um apelo, mas é porque de fato ele não quis participar e disse isso ao Partido dos Trabalhadores. Seria um grande nome e assim afirmamos. Depois, quando ele disse Vené, informou a Lula, a Gleisi, Jakcson Macêdo que não tinha essa disposição, que a sua disposição era disputar a Assembleia Legislativa, eu fui a ele e o convidei, mas ele disse que ia disputar a Assembleia Legislativa. Mas ele está presente, converso com regularidade e vai ter a sua ouvida no momento em que todos nós vamos definir”, concluiu Veneziano.

 

 

 

 

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.