Botafogo-PB vence o Altos e volta para a zona de classificação

Na noite de sábado (07), o Botafogo-PB entrou em campo no esburacado estádio Almeidão pela quinta rodada da Série C do Campeonato Brasileiro enfrentando o Altos. Com muito sofrimento no fim da partida e sem goleiro de ofício em campo, o Belo contou com um gol e uma assistência de Gustavo Coutinho para vencer por 2 a 1 e voltar ao G8 da competição.

Para começar o jogo, o time paraibano teve duas baixas para o técnico Gerson Gusmão. No Departamento Médico, o zagueiro Jonathan Costa e o lateral-esquerdo Bruno Ré se juntaram a Pablo e Ratinho e ficaram de fora. Anderson Paraíba, por opção da comissão técnica, nem para o banco foi. No Jacaré, Francisco Diá poupou o atacante Manoel para o jogo contra o Flamengo no meio da semana, e optou por uma formação com três zagueiros.

Logo aos 4 minutos, em jogada pela esquerda, Gustavo Coutinho dominou a bola na poça d’água, passou para Leilson, que foi derrubado na área. O árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o camisa 9 mandou firme no meio do gol para abrir o marcador em João Pessoa e marcar seu décimo quinto gol na temporada.

O Altos tentou reagir imediatamente e em chutes de fora da área de Elielton, aos 9 minutos, e de Dieguinho, aos 14, assustou o goleiro Luís Carlos, que viu a bola, nas duas oportunidades, tirar tinta de seu poste esquerdo.

Depois disso, o jogo ficou bastante equilibrado, o Belo passou a encontrar um desafogo nas saídas de bola com Alessandro, pelo lado esquerdo, isso porque a intermediária da defesa do Altos era um aguaceiro só, e a bola quando chegava naquele setor não rolava, virava praticamente um jogo de polo-aquático.

Foto: Guilherme Drovas

Segundo tempo

O auxiliar Aroldo Moreira, que ficou na beira do gramado com a expulsão de Francisco Diá no início do primeiro tempo, voltou do intervalo com o histórico atacante Manoel no lugar de Dieguinho para tentar buscar o empate para o Altos. Gerson Gusmão mandou para campo o mesmo Botafogo-PB que começou a partida.

E o Jacará começou a segunda etapa pressionando. Em duas boas jogadas, a melhor delas aos 8 minutos, após trama entre Elielton e Manoel, o primeiro deu lindo corta-luz para Valderrama, que chegou da direita chutando de canhota, mas a defesa botafoguense conseguiu desviar e mandar para escanteio.

A torcida botafoguense se assustou muito aos 17 minutos, quando após cobrança de falta de Júlio Ferrari, a defesa resvalou e sobrou limpa para Elielton, que bateu de primeira. Luís Carlso ficou paralisado, torcendo para a bola não entrar, e ela saiu triscando o poste direito.

Em um contra-ataque fulminante, o Belo conseguiu ampliar a vantagem. Aos 29 minutos, Diego Gomes deu lançamento de 50 metros para Gustavo Coutinho, que limpou a marcação e tocou para Nádson. O camisa 10 que chutou da entrada da área, de direita. A bola ainda desviou na marcação e tirou as chances de defesa de Marcelo.

Três minutos mais tarde o Altos por pouco não diminuiu. Manoel cobrou falta da entrada da área e Luís Carlos foi buscar a bola que iria no seu ângulo. Na sobra, Lucas Campos tentou de canhota, e a bola passou muito perto da trave.

E aos 37 minutos, Lucas Campos foi lançado na área e foi derrubado por Alessandro, para o árbitro marcar pênalti sem nenhuma contestação, e o lateral-esquerdo ainda foi expulso. Betinho foi para a bola aos 40 minutos, e deslocou Luís Carlos, mandando no canto esquerdo e diminuindo o marcador.

Em lance de bola parada por pouco não veio o empate dois minutos depois. Marcos Aurélio cobrou falta da intermediária e o zagueiro Ramon subiu mais que todo mundo, mas mandou de cabeça por cima da trave.

Mas no lance seguinte, Gustavo Coutinho foi lançado na esquerda, roubou a bola de Ramon, invadiu a área e foi puxado pela camisa e derrubado. Mais um pênalti foi marcado no jogo. Mais uma vez o artilheiro foi para a bola, batendo no canto direito, mas Marcelo foi buscar, e evitou o terceiro tento botafoguense.

A partida ficou animada no fim e, aos 48, Marcos Aurélio cobrou falta da direita, Manoel cabeceou e Luís Carlos fez uma ótima defesa para garantir a vitória do Botafogo-PB.

Logo depois, o goleiro botafoguense levou amarelo por retardar o jogo, depois outro amarelo por reclamação, culminando no cartão vermelho. Kesley foi para o gol, mas não teve trabalho.

A vitória deixa o Botafogo-PB com 9 pontos, na quarta posição. O Altos segue com 3 pontos e continua na zona de rebaixamento, na décima oitava posição. O Belo encara, no sábado (14), o Campinense, na primeira das finais do Campeonato Paraibano, enquanto o Jacaré recebe, no mesmo dia, o Atlético-CE, pela terceira divisão.

Ficha técnica

Botafogo-PB 2 x 1 Altos

Campeonato Brasileiro Série C 2022
Primeira fase – 5ª rodada
Estádio: Almeidão (João Pessoa)

Arbitragem: Tiago Nascimento (PE); Bruno César Chaves (PE) e Karla Renata Cavalcanti (PE)

Gols: Gustavo Coutinho, Nádson (B); Betinho (A)
Cartões amarelos: Diego Gomes, Nicolas, Luís Carlos (B); Ramon (A)
Cartão vermelho: Alessandro, Luís Carlos (B); Francisco Diá (técnico) (A)

Botafogo-PB: Luís Carlos, Elias, Gabriel Yanno, Paulo Vitor, Alessandro; Adriano Júnior (Diego Gomes), Tinga (Leandro Camilo), Esquerdinha (Nádson); Leilson (Kesley), Alan Grafite (Nicolas) e Gustavo Coutinho. Técnico: Gerson Gusmão.

Altos: Marcelo, Ramon Baiano, Lucas Sousa, Fábio Aguiar; Júlio Ferrari (Marcos Aurélio), Dieyson; Valderrama, Diego Viana, Dieguinho (Manoel); Elielton (Lucas Campos) e Betinho (Dico). Técnico: Francisco Diá.

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.