João Azevêdo diz em entrevista à CNN que Paraíba não é problema para federação entre PT e PSB

De volta ao PSB, pelo qual se elegeu governador da Paraíba em 2018, João Azevêdo disse à CNN nesta segunda-feira (21) que o cenário eleitoral em seu estado não é impeditivo para uma eventual federação entre PT, PSB, PC do B e PV.

O político deixou o Cidadania neste sábado, justamente após o partido aprovar esse tipo de união com o PSDB, partido que faz oposição à atual gestão no estado.

“Estamos tranquilos. Não acredito que a Paraíba seja problema para discutir a federação [entre os partidos de esquerda]”, afirmou Azevêdo.

“Dos quatro, PV já apoia nosso governo, PC do B também e 75% do PT está conosco.” A resistência dentro do PT é comandada pelo ex-governador Ricardo Coutinho.

Além das questões locais, como a provável candidatura do deputado tucano Pedro Cunha Lima a governador, Azevêdo trocou de partido porque apoia o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na disputa nacional.

O PSDB tem o governador de São Paulo, João Doria, como pré-candidato ao Planalto.

O petista deve contar com outro palanque no estado: o pré-candidato do MDB, senador Veneziano Vital do Rêgo, também quer dar apoio a Lula. O presidente Jair Bolsonaro (PL) ainda não tem um candidato ao governo da Paraíba definido.

 

 

Click PB

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.