João diz que abonará possível indicação do Republicanos para a Presidência da ALPB e respalda continuidade de Adriano Galdino

O governador reeleito João Azevêdo (PSB) afirmou, na noite desta segunda-feira (31), que não deverá interferir na eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), para o biênio 2023-2024. No entanto, o chefe do Poder Executivo deixou claro que uma possível indicação do Republicanos, partido aliado que fez a maior bancada, com oito deputados estaduais eleitos, será recebida com “naturalidade” pelo Governo.

O nome em questão para a disputa é o do atual presidente, Adriano Galdino (Republicanos), que já confirmou o interesse em continuar à frente do Poder Legislativo. “Eu diria com muita tranquilidade que se o presidente da Assembleia fosse renovado, e fosse Adriano Galdino, pra mim não teria absolutamente nenhum problema. Ao contrário, por tudo que ele construiu ao longo dos últimos quatro anos. (…) A governabilidade por parte da Assembleia, foi garantida ao Governo, tivemos uma base muito forte, que se consolidou mesmo nos momentos mais difíceis”, elogiou João, em entrevista concedida ao programa Conexão Master, da TV Master.

Se depender de João, Adriano e os demais deputados do Republicanos terão caminho livre para fazer as suas articulações e consolidar nomes competitivos para conduzir a presidência da ALPB. “Nada mais natural que o Republicanos, partido que elegeu o maior número de deputados, possa apresentar uma proposta para a Presidência da Assembleia. Vejo esse processo com muita tranquilidade”, frisou.

Apesar da declaração, João deixou claro que a decisão sobre a formação da nova Mesa Diretora caberá, exclusivamente, aos 36 deputados estaduais que comporão a próxima Legislatura da Casa de Epitácio Pessoa. “Não cabe ao governador dizer quem será o futuro presidente da Assembleia Legislativa. O que a gente pode fazer no máximo, é indicar através da nossa fala para os nossos deputados, do nosso partido, que sigam essa ou aquela direção”, frisou.

 

 

Wscom

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.