Programa Opera Paraíba ultrapassa marca de 400 cirurgias bariátricas

Programa Opera Paraíba ultrapassa marca de 400 cirurgias bariátricas

Destaque Paraíba
Joaquim
29 de abril de 2024
44

O número de cirurgias bariátricas realizadas através do Programa Opera Paraíba em 2024 já é maior que o total contabilizado no ano passado. Só nos quatro primeiros meses deste ano, já são 221 paraibanos contemplados com o procedimento, enquanto que em 2023 foram 186 intervenções. Desde o início da realização das cirurgias, no fim de 2022, 407 pessoas foram operadas no estado.

O Opera Paraíba tem garantido o acesso às cirurgias eletivas de forma mais rápida e com grande capacidade de atendimento em todo estado, de maneira regionalizada.

De acordo com o secretário de Saúde da Paraíba, Jhony Bezerra, o crescimento se deve à ampliação na quantidade de cirurgias realizadas e na expansão do número de hospitais executantes. “Do fim do ano passado para cá, nós passamos de apenas um hospital realizando bariátricas pelo Opera Paraíba, para seis unidades. Além disso, conseguimos oferecer a especialidade em hospitais de regiões estratégicas, presentes no Litoral, Agreste, Curimataú, Cariri e Sertão. Em todos os hospitais, o serviço é oferecido com a mesma qualidade e os procedimentos realizados com uso de tecnologia minimamente invasiva”, destacou.

Atualmente, as cirurgias bariátricas são realizadas no Hospital de Clínicas, em Campina Grande, no Hospital do Servidor General Edson Ramalho e Maternidade Frei Damião, em João Pessoa; no Hospital Regional de Sousa, e mais recentemente, também passaram a ser executadas no Hospital Regional de Picuí e no Hospital Santa Filomena, em Monteiro.

Neste fim de semana, a Maternidade Frei Damião alcançou a marca de 100 cirurgias bariátricas realizadas desde o início dos procedimentos na unidade, em novembro do ano passado. Por mês, só nessa unidade, são oferecidas 24 cirurgias para o tratamento da obesidade. As intervenções ocorrem de forma fixa, a cada quinze dias.

No Hospital de Clínicas, de janeiro até agora, já foram 94 pacientes contemplados com a cirurgia de redução do estômago, que além de reduzir o peso dos pacientes, promove a melhora de problemas de saúde associados, como diabetes e hipertensão.

A cuidadora de idosos, Jarde Francielly, de 23 anos, da cidade de Pocinhos, diz que sonhava em fazer a cirurgia para ter mais bem-estar.  “As atividades diárias, que para muitos são fáceis de fazer, para mim representam sacrifício. Eu sentia muita dor, cansaço e qualquer coisa que eu faço o cansaço impede, por conta do peso. Então, por isso eu procurei o programa para ter mudança de vida”, conta.

Opera Paraíba – O usuário precisa preencher um cadastro nas USFs das Secretarias de Saúde de cada município. Essa demanda é encaminhada para a Secretaria Estadual de Saúde, que faz o levantamento e direciona os pacientes de acordo com a localização para o hospital regional mais próximo. Outra opção é por meio da internet, onde o interessado deverá acessar a página do Opera Paraíba, operaparaiba.pb.gov.br, preencher o formulário, anexando seus exames e o laudo médico que confirme a necessidade de uma cirurgia. Então, o paciente é classificado pela Central de Regulação e encaminhado para o Hospital Regional executante mais próximo.

 

Secom

Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.