Delegado confirma que carro de médico paraibano foi alvejado após reação inesperada em abordagem

Delegado confirma que carro de médico paraibano foi alvejado após reação inesperada em abordagem

Policial
Joaquim
17 de março de 2023
53

O delegado Iasley Almeida, da delegacia seccional de Picuí, detalhou em entrevista ao portal ClickPB sobre a situação dos disparos realizados pela polícia contra um veículo suspeito que se encontrava próximo a uma praça do município de Frei Martinho, Sertão do estado. Conforme apurou com exclusividade o ClickPB, o carro pertencia ao médico paraibano e influenciador digital Arthur Benozzati, que estava dormindo no local junto com seu companheiro, Clayson.

O delegado confirmou que a situação se tratou de um grande mal entendido e disse que após o ocorrido a coleta de informações sobre o caso foi feita de forma minuciosa na delegacia seccional. “Na delegacia de polícia foi feita de forma por menorizada a coleta de todas as informações, sendo ouvidas os policiais militares que participaram da ocorrência, para que conseguissimos compreender o cenário da atuação policial e também foram ouvidas o condutor do veículo e o passageiro”, explicou Almeida.

De acordo com ele, desde a noite da última quarta-feira (15) as forças da segurança da 13ª região estavam ainda mais atentas devido aos episódios de ataque no Rio Grande do Norte, principalmente porque a região faz limite com o estado. “E aí mantemos posições e continuamos diligentes durante toda noite e madrugada da quinta-feira”.

No início da quinta-feira (16), segundo o delegado, o destacamento do município de Frei Martinho recebeu uma denúncia informando que um veículo SUV de porte grande estava estacionado desde a madrugada na praça principal da cidade, com ocupantes do sexo masculino. “O que gerou certa preocupação dos moradores que começaram a abrir o comércio no início da manhã. Diante disso a polícia militar foi acionada”,disse.

Quando foi iniciar a abordagem, ao se aproximar do veículo os policiais buscaram verbalizar para identificar quem estaria no veículo. “Os policiais militares pararam a viatura, uma viatura caracterizada, estacionaram um pouco antes como medida de segurança para os próprios policiais e para as pessoas que seriam alvo da abordagem”.

Porém, os ocupantes não ouviram, o que foi confirmado pelos mesmos (segundo o delegado) e então um dos policiais se aproximou do veículo e ao bater no carro, para chamar os ocupantes para a revista e autuação, o condutor acabou dando partida no veículo e saindo em disparada.

“Momento em que os policiais militares, de forma repentina acreditando que se trataria de possíveis criminosos que estariam na cidade, inclusive pela onde de violência que estava ocorrendo no Rio Grande do Norte, acabaram efetuando disparos de arma de fogo, que atingiram o veículo e o pneu do veículo especificamente”.  Após isso, o condutor do veículo parou o carro cerca de  500 metros após o local da abordagem.

Parado o veículo, o condutor e o passageiro foram identificados e o carro foi revistado. De acordo com a Polícia, não foi encontrado nenhum material ilícito. Mas, devido ao descumprimento da ordem da Polícia durante a abordagem, o condutor e o passageiro foram conduzidos para a delegacia de polícia. “Lá, lavramos um Termo Circunstanciado de Ocorrência diante do crime de desobidiência a ordem legal e legítima manifestada pelos policiais militares no momento da abordagem”.

“Uma ação que depois ficou esclarecida, compreendida na delegacia por todas as partes envolvidas”, explicou o delegado em entrevista ao portal ClickPB.

Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.